25.8 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, dezembro 2, 2021

Burnout – Síndrome do esgotamento profissional

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Quando é a hora de parar?

A romantização do trabalho excessivo é tema recorrente em filmes, livros e séries que mostram personagens workaholic conquistando o sucesso e vendendo a ideia de que se ainda não atingimos o topo profissional é porque não nos sacrificamos o bastante. Mas será mesmo que o caminho do êxito profissional deve transpor os caminhos da vida pessoal, social e do lazer? Devemos levar o questionamento ainda mais adiante: Será que o êxito da vida está apenas na profissão?

A ideia de viver pelo trabalho, muito difundida na cultura atual, leva à negligência em outras áreas da vida e hoje constitui um quadro de adoecimento conhecido como Burnout. A síndrome de Burnout foi reconhecida como doença crônica e atualmente consta na lista da Organização Mundial de Saúde (OMS). Trata-se de um distúrbio psicológico caracterizado pelo estado de tensão emocional e estresse provocados pelas condições de trabalho desgastantes.

Fatores de risco da síndrome 

O número de pessoas afetadas por Burnout é crescente. O limite entre o trabalho e a casa, nestes casos, não existe mais e os espaços se misturam. A pessoa começa a ter sinais de esgotamento mental e físico e muito dos sintomas podem estar associados à alguns fatores de risco, tais como:

  • Estresse na vida pessoal
  • Alta carga horária de trabalho
  • Condições desgastantes de trabalho
Burnout

Sintomas do Burnout

A síndrome pode afetar a performance profissional, a saúde física e mental, além das relações sociais. A sobrecarga de trabalho fará com que seu corpo comece a falhar, afetando o pensamento e a disposição física. É possível identificar, através de alguns sintomas, se a pessoa está entrando em um quadro de Burnout. Os sinais são perceptíveis entre o meio familiar e social das pessoas que estão sofrendo com o esgotamento profissional.

Vejamos, a seguir, quais são:

  • Irritabilidade
  • Mudanças de humor
  • Dificuldade de concentração
  • Agressividade
  • Isolamento
  • Ansiedade
  • Falhas de memória

Profissões mais acometidas pela síndrome

O Burnout, geralmente, ocorre com os profissionais que lidam com pressão emocional constante no dia a dia. Também com pessoas que executam uma, duas ou até três atividades profissionais ao mesmo tempo, como as mulheres que, na grande maioria dos casos, mantém atividade profissional fora e dentro de casa, fazendo jornada dupla.

As oito profissões, apontadas por especialistas, que mais apresentam casos de Burnout são: professores, advogados, jornalistas, bombeiros, policiais, médicos, agentes penitenciários e bancários.

Profissões mais acometidas pela síndrome

Estratégias para a prevenção

Alguns líderes e empresas tem como cultura interferir nos momentos de pausa e almoço, adotando uma postura abusiva, por isso é importante estabelecer um acordo quanto ao horário do expediente, inclusive, para mensagens no celular. Também é importante separar os ambientes do trabalho e da casa.

A seguir, veja algumas atitudes simples que podem ser adotadas para evitar o esgotamento profissional:

  • Definir objetivos a curto prazo
  • Gerar um ambiente de trabalho mais positivo
  • Buscar o retorno à satisfação pessoal
  • Redução do estresse por meio de atividades físicas ou meditação
  • Diminuir o uso da tecnologia fora do ambiente de trabalho

Muitas vezes nos deixamos afetar pelas conquistas das outras pessoas e entramos em um modo de competição com nosso ego. Não nos damos conta de que a trajetória de cada um é diferente. Sendo assim, não podemos nos basear na história de vida do outro para traçarmos o nosso caminho. As realidades são diversas, assim como as pessoas. Alguns tem mais oportunidades, outros mais sorte, uns conseguem atingir objetivos mais cedo, outros mais tarde. O que devemos fazer é nos apropriar da nossa história de vida e validar o caminho percorrido até aqui, reconhecendo os limites do corpo e da mente, respeitando cada aspecto que compõe a vida, sem atropelar os momentos que devem ser vividos.

Gostou desse artigo ? Envie uma mensagem nos comentários, aproveite e veja outros artigos clicando AQUI

Saiba mais sore a Síndrome de burnout clicando AQUI

- Advertisement -spot_img
Thaís Azevedo Antunes
Thaís Azevedo Antuneshttps://www.instagram.com/entre___paginas/?r=nametag
Thaís Azevedo Antunes, estudante de Psicologia e graduada em Biologia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Participa do Projeto de Pesquisa e Extensão Identidade de Gênero LGBTQI+, Cidadania, Trabalho e Saúde. Atua como voluntária no Centro de Valorização da Vida (CVV), como facilitadora da aprendizagem de crianças especiais e em projetos sociais como o Janeiro Branco, na promoção da saúde mental.
POSTES RECENTES
recomendados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Aviso Importante: o Site IDASRJ não retém nem uma informação pessoal ou dados financeiros de seus doadores, portanto fique tranquilo para realizar sua doação de forma segura
CNPJ: 0.465.055/0001-91